Pesquisar neste blogue

terça-feira, 16 de maio de 2017

Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa


No que respeita ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa foi lançado oficialmente no passado dia 12 de maio um instrumento fundamental para a regularização das dúvidas que possam surgir quanto à correta grafia. Atenção porque nem todos os dicionários estão completamente atualizados ao AO, por isso, esta ferramenta torna-se muito útil. Cliquem aqui. 

segunda-feira, 8 de maio de 2017

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Concurso de Poesia do Departamento de Português EOI Valência

Muito obrigado a todos os participantes. Foi um prazer e uma alegria enorme integrar este projeto. Cliquem no link e vejam a publicação de todos os poemas participantes no Concurso.
Entrega dos prémios no dia 25 de Abril na Escuela de Idiomas de Valência.


sábado, 15 de abril de 2017

Português Sem Fronteiras no X Congresso Estatal de Escuelas Oficiales de Idiomas.

Oficina sobre o ensino do português para os alunos que falam catalão e espanhol, da responsabilidade de Ángela Nieto, da EOI Barcelona, Drassanes. 
Obrigada pela agradável e estimulante palestra. 

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

DIA DO BRASIL CINEMA E PALESTRA "BRASIL DIVIDIDO" COM ALINE NAVARRO

Foi um prazer ouvir a Aline Navarro falar sobre o Brasil e a sua cultura. Obrigada, Aline pela primeira colaboração com a Casa do Brasil.

  




sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Poema de Joan Navarro sobre a cidade de Coimbra (cujo topónimo latino é Aeminium)

ÆMINIUM

A João Rasteiro

Aquell indret inexistent. L’espai primer. Als llindars dels temps. On la matèria esdevingué matèria. Aquella substància alè, ulls, respiració de pensament, el primer tacte, la primera arruga, superfície llisa, crosta humida: aigua de memòria. Aquella primera mirada sobre el turó. Vora les aigües mòbils. Les aigües que floten vora les pedres. Vora les terres, les pregàries, les muralles aixecades i enderrocades. La saviesa daurada que alça el vol al cim del tossal. El lament, quan es fa fosc, de la guitarra, el buit del so i de la veu, les passes damunt l’empedrat cap amunt, cap amunt, cap amunt. Els vents com ganivets pels carrerons, per les ciutats de la ciutat: Æminium. Conímbriga. Coïmbra. Aquell espai primordial.

Joan Navarro, “El plom de l’ham”, Edicions 62, 2014.

| ÆMINIUM // A João Rasteiro // Aquele lugar inexistente. O espaço primeiro. Nos limiares dos tempos. Onde a matéria tornou-se matéria. Aquela substância fôlego, olhos, respiração de pensamento, o primeiro tato, a primeira ruga, superfície lisa, crosta húmida: água de memória. Aquele primeiro olhar sobre o outeiro. Junto às águas móveis. As águas que flutuam junto às pedras. Junto às terras, as preces, as muralhas levantadas e derrubadas. A sabedoria dourada que levanta voo acima do cerro. O lamento, quando se faz noite, da guitarra, o oco do som e da voz, os passos sobre o empedrado para o alto, para o alto, para o alto. Os ventos como facas pelas ruelas, pelas cidades da cidade: Æminium. Conímbriga. Coimbra. Aquele espaço primordial.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Portugal - Um paraíso à beira-mar, documentário da TVE.

São 56 minutos de imagens belíssimas de Portugal. Começa no Algarve, segue para o Norte, Alentejo, Centro e Lisboa. Um excelente trabalho da televisão espanhola.

Localidades/minutos:
Ponte Lima 9,00 / Douro 13 / Porto 15 / Alentejo 22 / Évora 22,41 / Marvão 25,57 /Castelo Vide 26,55 / Costa Alentejo 28 / Alcácer 29 / Aveiro 30 / Viseu 33 / Museu Grão Vasco 34 / Coimbra 35,50 / Termas Monfortinho 40,47 / Monsanto 41,57 / Penha Garcia 42,45 / Batalha 44,26 / Sintra 46 / Torre Belém 48,16 / Pastéis Belém 53,15 / BºAlto 53,58 / Cabo Roca 56, 07.